segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Moagem do trigo

Objetivo;                                                                                          
Separação do endosperma amiláceo, que constituirá a farinha propriamente dita.
Remessa de trigo
• A amostragem da farinha de trigo é feita com lança manual ou examinador de amostra pneumático.
Fluxograma de moagem industrial do trigo;

Recebimento e armazenamento do trigo
O trigo é estocado no centro de recepção e armazenamento de grãos
– Sistema de descarga
– Pratos de balanças
– Silos de estocagem
– Sistema de transporte
– Equipamento de limpeza preliminar
– Secadores de trigo
Limpeza e condicionamento do trigo
Nessa etapa é preciso eliminar todas as impurezas como sementes estranhas, terras, areia, pedras e outros. A presença de impurezas causa danos aos equipamentos e influi na qualidade da farinha.
Armazenamento do trigo
• Evitar o recebimento de lote e trigo indesejáveis
• Todos os testes de laboratório devem ser realizados rapidamente, de preferência enquanto
caminhão ou vagão aguardam para descarregar o trigo no moinho.
• Após o descarregamento do trigo e antes de ser colocado a granel
• Equipamentos preliminares de limpeza:
• Peneiras para remoção de impurezas grosseiras
• Ímãs para remoção de impurezas maiores
Silos de armazenamento
• O trigo deve ser separado de acordo com a variedade e tipos (pão ou biscoitos).
Equipamentos de limpeza
Materiais ferrosos
– Magnetos são colocados em várias partes do moinho: ponto de entrada do trigo na indústria, sala de limpeza
Poeira: com polidor a seco que são lâminas rotativas que empurram o trigo contra uma tela cilíndrica perfurada, ocorre choque e atrito liberando material aderido que é aspirado por sucção.
Condicionamento
Fortalecimento do invólucro externo (pele) do trigo que não irá se pulverizar durante a moagem, facilita a separação do endosperma do farelo, abrandar o endosperma, assegura que a moagem dará a quantidade ótima de amido danificado, proporcional com a dureza do trigo e o uso final da farinha.
Adiciona-se água ao grão em um nível predeterminado, deixando umedecer por até 24horas. A quantidade de água utilizada e o tempo de umedecimento variam de acordo com o tipo de trigo. Trigo macio fica menos umedecido e menor tempo.
Moinho
• A moagem da farinha divide-se em 6 etapas: sistema de trituração, extração e classificação, sistema de extração, purificadores, sistema de redução e finalização da farinha.
- Sistema de trituração: estágios de moagem do trigo;
- Extração e classificação : separação dos materiais moídos depois de cada um dos rolos de
trituração. Termos empregados para descrever a separação dos estoques depois da ação de
cada rolo de trituração. É feito através de peneiras oscilatórias. 
Fração Semolinas (endosperma na forma de partículas grosseiras)
Farinha - Transferida para o sistema de coleta.
Farelo - Removido do sistema depois dos últimos separadores do rolo de trituração.
- Sistema de extração: remoção final do farelo do sistema, ainda que sistemas de classificação por tamanho sejam mais utilizados nas instalações mais modernas;
- Purificadores: limpeza das semolinas (fragmentos do endosperma) mediante classificação e aspiração, removendo os fragmentos do farelo. O ar é aspirado para cima, através do material
em peneiramento, que retira qualquer farelo presente.
- Sistema de redução: redução da semolina em farinha. Semolina limpa. É reduzida em farinha acabada por um conjunto de até doze pares de moinhos de rolos.
• Primeira seção dos rolos
Atua sobre os estoques de semolina limpa, principalmente do primeiro e do segundo
separadores de trituração. Produção de farinhas mais brancas , com melhor funcionalidade para a panificação.
• Seção intermediária
Atua sobre os resíduos da primeira e sobre os estoques de pior qualidade dos últimos
purificadores
• Dois ou três rolos finais
Agem sobre os estoques residuais das duas primeiras seções. Farinhas de qualidade inferior.
Finalização da farinha: separação da farinha dos outros materiais(principalmente farelo).
Rolos de redução
• Produzem flocos pequenos (achatados) – se os flocos passarem pelos separadores – ação de peneiramento será ineficiente.
- Final do processo de separação: Farinhas provenientes de diversas máquinas são reunidas e misturadas, produzindo o que se designa farinha de “corrida contínua”.
- Farinha branca de “corrida contínua” (ou farinha específica e farinha de grau inferior);
- Farelos de trigo grossos e finos, para uso como ingredientes em diversos produtos de panificação, alimentos saudáveis e cereais de café-da-manhã;
- Ração de trigo, usada como alimento para animais, contendo os farelos mais finos e possivelmente o gérmen de trigo, e farinhas de grau inferior.











Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário